em Destaques, Notícias

Existe dupla gastronômica mais consagrada e tradicional do que Queijos e Vinhos? Juntar esses dois alimentos é tão natural para nós que até parece que eles sempre andaram assim de mãos dadas, como se fossem um só, tamanha é a harmonia existente entre eles. Mas é claro que essa junção clássica teve origem em algum momento e lugar da história.

Precisar uma data é impossível, mas é correto afirmar que na Europa a prática existe já há centenas de anos. As origens geográficas são duas: França e Itália, países historicamente conhecidos pela produção tanto do queijo quanto do vinho. Mas o interessante é constatar que o processo de juntar um ao outro aconteceu de forma independente em ambos os países: não foram os franceses que influenciaram os italianos a adotarem o costume e nem vice-versa. Os vinhos começaram a ser juntados aos queijos naturalmente, de acordo com o que cada local tinha para oferecer: nas regiões vinícolas da França (Alsácia, Bordeaux, Borgonha, Champanhe, Provence…), o vinho do porto passou a ser servido com queijo Brie – aliás, até hoje uma das uniões mais comum de se fazer -; já nas regiões vinícolas da Itália (Toscana, Piemonte, Veneto, Sicília…), o vinho tinto começou a ser servido com queijo Asiago, um tradicional queijo da Itália. Essas e outras inúmeras junções foram sendo passadas de geração em geração até chegarmos ao presente, séculos mais tarde, em um tempo em que elas seguem sendo usadas não só pelos franceses e pelos italianos, mas pelo mundo todo.

Muitos se perguntam por que um vai tão bem com o outro. E é a ciência que explica: o gosto do adstringente e o gosto da gordura vão bem juntos, pois sabores em espectros opostos de sensação são agradáveis ao paladar. Isso vale para queijos e vinhos tanto quanto vale para qualquer outra combinação de bebida e comida: o primeiro faz com que o sabor do segundo seja explorado ao máximo, mutuamente. Aqui, cabe a velha máxima: os opostos se atraem.

Portanto, é a história, a geografia e a ciência que nos dizem em alto e bom som: não é nada à toa que essa é uma dupla tão popular.

E agora que você já sabe de tudo sobre o assunto, vale esbanjar esse conhecimento na sua próxima noite de queijos e vinhos!

Últimas Novidades